Seguidores

domingo, 27 de setembro de 2015

CAPADOCIA - LEADER'S SPEECH



              Uma pedrada atrás da outra. Qualidade aliada a garra e competência. Também, não se podia esperar outra outra. Apesar de ser o trabalho de estréia do CAPADOCIA, o grupo conta com músicos experientes na cena do metal. Baffo Neto (ex- Retturn, vocal e guitarra), Marcio Garcia (guitarra), Gustavo Tognetti (baixo) e Palmer De Maria (bateria) demonstram em LEADER'S SPEECH, lançado em 2014 de forma independente, talento na composição e execução das faixas. O trabalho foi gravado, produzido e mixado por Baffo Neto, enquanto os arranjos ficaram por conta de Marcio Garcia. A masterização foi feita por Heros Trench no Mr. Som Studio, em São Paulo. E cabe dizer que um dos destaques do trabalho fica na produção, que soube deixar os instrumentos nítidos, sujos (sem soar forçados) e pesados.

               O cd começa com a pesada Stand Still. Agressiva e contando com um solo bem encaixado, a faixa dá uma bela amostra do teremos pela frente. Baixo e bateria alinhados, carregando no peso, enquanto as guitarras despejam riffs. Na seqüência, a paulada Everybody Hates Everybody (título bastante atual, não é mesmo?), traz as características hardcore da banda, não tanto pela velocidade que a banda imprime á faixa, mas pelas guitarras, que tem aquele acento das bandas de NY. Snake Skin, com ares que remetem ao Sepultura (fase Chaos A.D./Roots), é um dos destaques do trabalho. A parede sonora formada pelas guitarras vão de encontro ao grande trabalho de baixo e bateria e casam perfeitamente com o vocal mais agressivo de Baffo. Stay Awake, mantém o peso em alta. Cadenciada, mas muito pesada, a música transborda feeling e mostra a variação nas composições que o grupo tem. A próxima faixa, Ferida, é a única cantada em português e também merece destaque. Rápida, pesada e com um refrão de fácil assimilação.

               Lord of Chaos, a sexta faixa, já inicia com um ritmo forte, marcado e mantém a pegada do álbum. Novamente, as guitarras ditam a "batida". Sounds of An Empty Gun com solos cortantes e uma interessante variação durante a execução, segue a linha "Capadocia" de qualidade. Leader's in the Fog aparece com algum groove e acaba soando um pouco diferente do restante do material, mas mantém o peso e conta com um, por vezes, com um vocal mais urrado. O trabalho encerra com os riffs agressivos e pesados de Survival Instinct. Variando entre a velocidade e o peso cadenciado, o grupo mostra que a experiência, tem valor pra quem sabe o que faz.

              Um trabalho muito bem produzido que evidencia o talento dos músicos. Um álbum de estréia que já mostra personalidade e busca um lugar ao sol no "complicado" mundo do metal nacional. Com um trabalho de muito bom nível, esse lugar, com certeza, está reservado!



   Sergiomar Menezes

             

             

Nenhum comentário:

Postar um comentário