Seguidores

segunda-feira, 18 de julho de 2016

GRAND MAGUS - SWORD SONGS



                   Os suecos do GRAND MAGUS vêm mantendo uma regularidade impressionante em seus último trabalhos. Em 2012, o grupo lançou o excelente The Hunt. Já em 2014, fomos apresentados ao espetacular Triumph and Power. E agora em 2016, nos chega, via Shinigami Records, esse fantástico SWORD SONGS. Se você pensou que o grupo se acomodaria com a repercussão de seus álbuns anteriores, esqueça. Forjando sua sonoridade no mais puro heavy metal, o grupo criou uma forte personalidade pois, se tornou fácil identificar sua sonoridade. E isso, poucas bandas conseguem.

                   Com uma pegada bem atual mas fortemente influenciado pelo heavy metal praticado na década de ouro do estilo, o grupo formado por JB Christoffersson (vocal e guitarra), Mats "Fox" Skinner (baixo e backing vocal) e Ludwig "Ludde" Witt (bateria) nos apresenta 9 faixas (a versão nacional possui ainda dois excelentes bônus tracks) cheias de excelentes riffs, bateria e baixo marcados e pesados, melodias muito bem estruturadas e um dos pontos fortes e de destaque nos trabalhos do grupo que são os refrãos. Impossível escutar qualquer uma das faixas e não ficar com um refrão na cabeça. O álbum foi produzido por Nico Elgstrand, mixado por Roberto Laghi e Masterizado por Svante Forsbäck. E esse trio deixou o trabalho com uma sonoridade perfeita. Pesada, intensa e dentro do padrão que o grupo já vem apresentando.

                  Os riffs pesados dão início á Freja's Choice, faixa de abertura. Muito bem trabalhada, a composição já mostra que o grupo veio com "sangue no zóio" e disposto a seguir sua jornada em prol do verdadeiro heavy metal. A melodia se alia ao peso e deixa a faixa com uma pegada direta. Já a segunda, Varangian, é daquelas que a gente escuta uma única vez e não esquece. Cadenciada, pesada e com um refrão fantástico (escute e me diga se não tenho razão), a faixa deve ser figura constante nos shows do grupo. Forged in Iron/Crowned in Steel (título bem sugestivo), começa suave mas logo me seguida vira um heavy metal de respeito. Rápida e contagiante, a faixa mantém a linha de ótimos refrãos que o grupo se tornou especialista em criar. Na seqüência, a épica Born for Battle (Black Dog of Brocéliande), mostra a versatilidade e capacidade criativa do grupo. Com variações e cheia de peso, a faixa acaba se destacando por sua levada mais cadenciada e pelos backing vocals muito bem encaixados. Aliás, esse também é um dos pontos fortes do Grand Magus, pois se formos ouvir com atenção, os backing vocals sempre estão no lugar certo na música, sem exageros.

                 Master of the Land tem linhas mais lentas, mas mostram o potencial de JB Christoffersson. Se por um lado, o guitarrista/vocalista despeja riffs totalmente heavy, sua voz foge da linha tão comum aos vocalistas do estilo. A cozinha da banda não fica atrás. Coesa e muito bem entrosada, a dupla Mats e Ludwig sentam a mão e dão ao grupo, uma base sólida e  consistente. Em Last One to Fall, temos novamente uma pegada mais rápida e bem composta, seguindo uma linha mais tradicional. Frost and Fire tem uma levada mais cadenciada e ótimas linhas de bateria. A instrumental Hugr é bastante introspectiva e curta e nos prepara para a intensa Every Day There's a Battle To Fight, que nos remete (mesmo que de forma simples), ao passado sonoro do grupo. As duas bônus presentes aqui são In For The Kill e Stormbringer. Enquanto a primeira tem a cara do grupo, com linhas bem tradicionais e uma guitarra cheia de feeling, a segunda é um cover personalíssimo dos mestres do Deep Purple, que ficou muito bacana, pois o grupo imprimiu sua personalidade sem deixar a música com uma outra cara.

                SWORD SONGS mantém  alinha que o GRAND MAGUS vem praticando em seus mais recentes trabalhos. Ou seja, excelentes músicas, riffs puramente heavy metal e muita quaidade! Que a siga destes suecos siga firme e forte na batalha diária de empunhar a bandeira do metal tradicional!



      Sergiomar Menezes
                 

Nenhum comentário:

Postar um comentário