Seguidores

terça-feira, 30 de agosto de 2016

SAGRAV - THE LYNCHING (EP)



              Fundado em 2014, o trio catarinense SAGRAV lançou em 2015, de forma independente,seu EP de estréia. THE LYNCHING traz o grupo de Chapecó (SC), praticando uma sonoridade que não tem o intuito de se prender á rótulos já pré-estabelecidos. Temos aqui passagens que nos remetem ao Metal tradicional (com uma cara de 80's), ao doom, ao death, ao thrash, ao black,e porque não dizer, também ao gore/grind. Com o pouco tempo de estrada, o grupo resolveu arregaçar as mangas e gravar 4 faixas neste registro que já servem para dar uma boa amostra do potencial da banda.


              Formado por Cristiano Zauza (vocal/guitarra), Protásio Vargas Neto (baixo) e José Paulo Kemper (bateria), o trio tem uma temática bem interessante pois traz em suas letras fatos e acontecimentos locais, o que acaba sendo diferente do que muitas bandas fazem ultimamente. Tanto é que o EP baseia-se  no linchamento e queima da igreja central de Chapecó, ocorrido em 1960.  que está devidamente retratado na arte da capa,que foi feita por Rafael Panegalli. A produção do trabalho ficou de bom tamanho, pois se por um lado, soa bastante crua (e que talvez tenha sido de forma proposital), por outro não atrapalha o andamento da audição. E nos dias de hoje, podemos considerar isso como ponto ganho.

              Uma breve intro antecede Dark Feelings, uma faixa que explora bem as influências do grupo. Alternando passagens mais arrastadas, que nos levam ao doom, com outras mais rápidas, passando pelo tradicional e pelo thrash, a música mostra que o grupo tem um bom potencial, pois a composição não se torna cansativa. Já a faixa título, The Lynching, tem uma pegada mais oitentista, com destaque para o bom trabalho de guitarra de Cristiano Zauza, que mostra boa desenvoltura ao despejar riffs que mesclam a agressividade do thrash e a brutalidade do death. E é, com certeza, a melhor faixa do EP. O encerramento vem com 1310, uma faixa que começa de forma amena, mas que ganha contornos de metal tradicional.

                   Nesta estréia, mesmo que em um EP, o trio SAGRAV mostra potencial. Uma produção mais esmerada e algumas pequenas correções (algo normal, tendo em vista o pouco tempo de estrada da banda), poderão confirmar o que aqui é apenas uma amostra. Mais uma banda buscando seu lugar ao sol neste concorrido mundo do metal nacional.

                     



               
              Sergiomar Menezes

Nenhum comentário:

Postar um comentário