Seguidores

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

TARJA - THE BRIGHTEST VOID (2016)



                     Nunca fui um grande fã de TARJA TURUNEN. Isso não quer dizer que não reconhecia nela, uma excepcional vocalista. O problema é que nunca a vi/ouvi como uma vocalista de rock/metal. Podem até mesmo discordar de mim, mas a saída dela do Nightwish foi benéfica para a banda. Assim como acabou sendo benéfica para ela também. Mais solta e livre do estigma "metal" que a perseguia, a finlandesa chega agora ao seu sexto trabalho solo (contando como primeiro, My Winter Storm, lançado em 2007) e surpreende pela variedade apresentada aqui. THE BRIGHTEST VOID, que chega por aqui via Shinigami Records, traz nove composições que mostram toda a versatilidade da cantora, sem se prender a rótulos. E diga-se, com resultados mais que positivos.

                      Tarja se cercou de diversos e excelentes músicos para a gravação deste trabalho. Nomes como Chad Smith, Mike Terrana, Fernano Scarcella e Nicolas Polo (bateria), Alex Scholpp, Tim Palmer, Julian Barret e Michael Monroe (guitarras), Doug Wimbish, Kevin Chown, Peter Barret e Julian Barret (baixo), além de muitos outros músicos e participações mais que especiais como o próprio Michael Monroe (ex vocal da lenda Hanoi Rocks e colega de bancada de jurados no The Voice finlandês da vocalista, em uma faixa), Toni Turunen, e uma música em parceria com a banda Within Temptation. De um modo geral, podemos dizer que THE BRIGHTEST VOID é um misto de músicas inéditas e algumas versões. Mas que de forma alguma diminui o brilho presente aqui.

              O trabalho inicia com uma versão mais pesada para a já conhecida No Bitter End, apresentada aqui como a versão do video clip. Com guitarras com uma pegada mais hard, a faixa é muito boa e se destaca pela linha vocal adotada por Tarja. Uma voz bem suave sem soar "melosa", algo que só o talento consegue fazer sem soar piegas. Na seqüência, temos Your Heaven And Your Hell, que conta com a participação da lenda Michael Monroe, e que na opinião deste que vos escreve, é o grande destaque do álbum. Uma faixa com a cara do vocalista e que fez Tarja explorar linhas mais diretas e com uma veia bem hard, como manda a cartilha do estilo. Apesar das variações na composição, o arranjo final ficou muito bom! Eagle Eye, a terceira faixa, traz Toni Turunen, irmão de Tarja, e também merece destaque. Seguindo a linha adotada pela vocalista em sua carreira solo, a composição possui uma bela melodia, além do contraponto entre os vocais dos "irmãos Turunen". An Empty Dream, presente na trilha sonora do filme "Corazon Muerto" dá uma quebrada no bom ritmo apresentado no início. Assim como Witch Hunt, faixa bastante introspectiva, presente no álbum que Tarja gravou com o baterista Mike Terrana (Beauty and the Beat, 2014).

                       Shameless vem na seqüência e eleva a dose de peso. Uma faixa com uma pegada bem atual e até mesmo "moderna", fugindo dos padrões aos quais a vocalista estava acostumada. Mais uma bela interpretação vocal e um grande trabalho de guitarras, á cargo de Julian Barret. Depois disso, temos o cover de House of Wax, de Paul McCartney que ficou muito bem arranjada e também Goldfinger, presente na trilha sonora de "007 contra Goldfinger" que ganhou uma interpretação cheia de personalidade de Tarja. No encerramento, Paradise (What About Us), faixa que a vocalista gravou com o Within Temptation e que está presente no álbum Hydra, lançado pelo grupo em 2014 e que traz um belo dueto entre Tarja e Sharon den Adel. 

                       Se não é um álbum "novo", THE BRIGHTEST VOID traz em seu conteúdo, o talento inigualável de TARJA. Apesar de trazer versões, covers e algumas faixas inéditas, o trabalho possui qualidade e nos mantém na expectativa do que teremos em THE SHADOW SELF. 






 
             Sergiomar Menezes
         

Nenhum comentário:

Postar um comentário