Seguidores

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

REVANGER - GLADIATOR (EP) (2015)



                 Impossível não imaginar o estilo praticado pela banda REVANGER de Mossoró, Rio Grande do Norte, quando pegamos em mãos seu em mão seu EP de estréia. Mesmo que aquela velha máxima "Nunca julgue um livro (ou disco) pela capa" seja quase sempre verdadeira, aqui ela não se aplica. A bela capa que ilustra GLADIATOR (2015) não deixa dúvidas que estamos diante de um trabalho que respira o mais puro heavy metal, daqueles sem nenhum tipo de concessão ou modernidade. Inspirada por nomes como Iron Maiden e Judas Priest, a banda fundada em 2014, traz nesse EP seis faixas onde demostra sua paixão pelo estilo me questão.

                     Patrick Raniery (vocal), Diego Miranda(guitarra), Diego Sampaio (guitarra), Guibyson Rodrigues (baixo) e Vicente Mad Butcher (bateria) trazem nas seis composições presentes aqui, uma boa dose de heavy metal, mas com alguns momentos com influência do hard, tudo com aquele toque típico dos anos 80. Músicas simples mas eficientes. Como dito anteriormente, a capa ficou muito boa, bem dentro da proposta do grupo. Mas a produção... Está certo que se a idéia é soar bem old school, algumas timbragens ficaram acertadas. Mas outras não. E convenhamos que, soar old school não significa mal acabamento no trabalho. Não que esteja totalmente ruim, mas com uma produção mais esmerada, a sonoridade da banda seria melhor apreciada, além de que na divulgação, ajudaria bastante. Nada que num próximo trabalho não posso ser resolvido.

                     Enter Hades é uma pequena faixa instrumental, não chamaria de introdução, pois possui uma boa estrutura e é bem trabalha e antecede Crazy Words uma faixa com uma pegada bem anos 80, com boas guitarras além do vocal de Patrick que se encaixa muito bem no estilo praticado pela banda. Hells Angels vem na sequência e tem uma levada meio hard, num meio termo com o heavy mais "true", também com boas guitarras. A bateria poderia ser melhor trabalhada aqui, pois em alguns momentos percebe-se que ela fica muito reta, sem variações. Aliás, esse também é um ponto a ser melhorado. The Evil Song tem um início mais introspectivo, mas ganha peso e guitarras, novamente, que guiam a faixa por um caminho entre o hard/heavy. A faixa título, Gladiator, é o grande destaque, pois possui uma linha mais intensa, bem trabalhada e possui um refrão daqueles que depois da primeira audição, fica na sua cabeça (mesmo que você não queira). Mais cadenciada e com uma forte influência de Judas e Manowar, a composição mostra que o grupo tem muito talento! O encerramento se dá com Chuva de Balas. Cantada em português, a faixa nos remete aos saudosos anos 80, quando muitas bandas nacionais usavam nossa língua mãe para cantar e cria, com isso, um certo clima de nostalgia.

                   De forma geral, GLADIATOR é um bom trabalho. Alguns detalhes podem e devem ser corrigidos, ainda mais por que aqui, temos apenas o primeiro trabalho do REVANGER. Uma banda com boas idéias e composições que poderá trilhar um caminho vitorioso dentro da cena nacional. Um bom trabalho de estréia.





                     Sergiomar Menezes

Nenhum comentário:

Postar um comentário