Seguidores

sábado, 18 de novembro de 2017

AVATARIUM - HURRICANES AND HALOS (2017)



                       Resumindo de forma bem direta: Leif Edling é um dos grandes gênios do Heavy Metal. A esta altura do campeonato, não seria necessário, mas vamos lá: o talentoso músico é a mente criativa do Candlemass, grupo que se tornou referência no Doom Metal. Além disso, Leif também tem em seu currículo o AVATARIUM, que chega agora ao seu terceiro trabalho, HURRICANES AND HALOS, lançado por aqui pela parceria Shinigami Records/Nuclear Blast. Só que agora, Leif, pelo menos fisicamente, não participa mais da formação da banda, ficando meio que na condição de mentor do grupo (das 08 faixas que compõem o CD, 06 foram compostas pelo baixista). Mas isso só vem a engrandecer a qualidade apresentada aqui, pois o quinteto mostra adquirir sua personalidade  a cada novo trabalho.

                    Formado hoje por Jennie-Ann Smith (vocal), Marcus Jidell (guitarra), Mats Rydström (baixo), Rickard Nilsson (teclado) e Lars Sköld (bateria), o grupo mostra rande entrosamento, em composições e navegam com facilidade pelo stoner, doom, pelo classic rock e até mesmo pelo hard. Obviamente que a criatividade de Leif acaba se sobressaindo, mas de nada adiantaria se quem executasse suas músicas fosse uma banda sem talento. E o AVATARIUM mostra muito mais do que isso, pois seus músicos trazem consigo experiência e classe. cabei esquecendo de citar anteriormente, mas Edling ainda toca em outra grande banda que recentemente lanço seu trabalho de estréia, o The Doomsday Kingdom, onde o guitarrista Marcus Jidell também toca. Ou seja, praticamente, tudo em "família". O guitarrista também foi o responsável pela produção do álbum, enquanto que a mixagem ficou sob a responsabilidade de David Castillo e  a masterização, por conta de Jens Brogen.

                        O álbum abre com Into The Fire/Into The Storm, uma faixa excelente, com uma pegada bem anos 70, voltada de forma bem direta aos teclados. Além disso, cabe ressaltar o ótimo trabalho d a vocalista Jennie-Ann, que possui um belo timbre, sabendo dosar sua bonita voz de acordo com cada situação. The Starless Sleep é outra faixa bem peculiar, mais acelerada, mas mantendo as características setentistas que permeiam a sonoridade do grupo. A guitarra comanda o refrão, mostrando a categoria de Marcus. Já Road To Jerusalem tem uma aura oriental, com passagens que nos trazem arranjos muito bem pensados e executados. Novamente, Jennie-Ann mostra toda sua versatilidade, explorando de forma correta sua técnica vocal. Medusa Child tem o peso da guitarra como destaque. Detentora de passagens diversas (chegando ao ponto de contrastar o peso com melodias bem suaves), a faixa é um dos grandes destaques do álbum!

                     E tome anos 70 em The Sky at the Bottom of The Sea, comandada pelo tecladista Rickard Nilsson, que tem no mestre Jon Lord (R.I.P.) sua mais forte influência. O baterista Lars Sköld (Tiamat) também mostra sua categoria, pois imprime sua personalidade ao carregar no peso. O clima fica mais suave com When Breath Turns To Air, que deixa tudo com uma atmosfera bastante introspectiva. A guitarra comanda Kiss (From The End of the World) que mostra que na hora o peso, o grupo sabe como poucos transportar essa atmosfera para a música. O encerramento vem com a instrumental faixa-título, que possui momentos bem interessantes e ao mesmo tempo, envoltos num andamento quase que sombrio.

                          HURRICANES AND HALOS vem para comprovar que o AVATARIUM é um ótima banda. Se ela continuará "apadrinhada" pelo gênio Leif Edling, só o futuro dirá. O fato é que no momento, a criatividade de Leif vem criando bandas/projetos dignos de reconhecimento. E aqui, temos mais uma prova irrefutável disso!





                      Sergiomar Menezes

Nenhum comentário:

Postar um comentário