Seguidores

sábado, 4 de novembro de 2017

MEMORIAM - FOR THE FALLEN (2017)



                      Pense num disco de death metal que carrega consigo toda a carga emocional do doom. Junte à isso, músicos experientes e que são referência dentro do estilo. Pode ter a mais absoluta certeza que você "materializou" FOR THE FALLEN, álbum de estréia do MEMORIAM, que chega por aqui através da parceria Shinigami Records/Nuclear Blast. Segundo uma entrevista concedida em 2016 pelo vocalista Karl Willets (Bolt Thrower), o grupo surgiu como um tributo ao baterista Martin "Kiddie" Kearns, que era baterista do citado grupo. E a homenagem rendeu um dos melhores álbuns do estilo em 2017. 

                     Formado pelo já citado Karl Willets (vocal), pelo guitarrista Scott Fairfax (ex-Cerebral Fix e que toca ao vivo com o Benediction), pelo baixista Frank Healy (Benediction, Sacrilege, ex- Cerebral Fix) e pelo baterista Andy Whale (ex-Bolt Thrower), o grupo mostra toda a categoria e experiência dos seus integrantes. Afinal, estamos falando de músicos com história na cena. E não poderíamos esperar nada diferente do death metal apresentado aqui. Mortal, pesado, sujo e bastante técnico, o estilo apresentado pelo MEMORIAM remete aos trabalhos de seus integrantes, mas ganha personalidade própria. O trabalho foi gravado e masterizado por Ajeet Gill, enquanto a mixagem ficou por conta do próprio com o auxílio do guitarrista Scott. E ficou na medida certa, pois soa forte, intensa, suja e pesada, como o estilo merece ser ouvido. Já a capa é uma verdadeira obra de arte, rica em detalhes, criada por Dan Seagrave.

                   Como dito anteriormente, o death metal praticado pelo grupo é de excelente nível. A abertura com a pesada e cadenciada, Memoriam, é um soco na boca do estômago, tamanha a intensidade e peso da guitarra. Já a segunda faixa, War Rages On é um primor de brutalidade, com um ótimo trabalho do baterista Andy. Com momentos mais cadenciados, a faixa traz riffs ríspidos e insanos. Reduced To Zero é mais uma faixa que possui momentos mais arrastados, repletos de peso e agressividade, falar do vocal de Karl seria desnecessário, uma vez que o vocalista é uma das referências do estilo. Mas o músico continua relevante, mostrando uma garra e entrega quase que juvenis em sua interpretação. Corrupted System é death metal old school, direto, rápido e violento! daquelas faixas perfeitas que só compõe quem tem a manha do estilo.  Preste atenção na guitarra de Scott e você entenderá o que quero dizer. Já Flatline possui uma atmosfera densa, quase sombra em sua execução. Mas ganha velocidade, sem perder o clima mórbido que a permeia. Surrounded (By Death) é uma das melhores, pois alterna momentos mais cadenciados com outros mais brutais e velozes. E o peso absurdo da guitarra deixa tudo extremamente brutal! Resistance é pesada e cadenciada, enquanto o encerramento com Last Words possui um clima de muita intensidade e momentos carregados, com passagens mais sombrias.

                       Nesta estréia, o MEMORIAM nos presenteia com um excelente álbum, carregado de peso e brutalidade. FOR THE FALLEN é muito mais do que um tributo em homenagem à um amigo que se foi. É também, a afirmação de uma nova banda que chega para seguir o legado do death metal que poucos sabem fazer. Experiência, técnica e qualidade. Tudo isso aliado é um feeling dinâmico em favor do estilo, fazem deste trabalho, um dos melhores do estilo neste ano!




                Sergiomar Menezes

Nenhum comentário:

Postar um comentário