Seguidores

quarta-feira, 2 de maio de 2018

CORRAM PARA AS COLINAS - CORRAM PARA AS COLINAS (EP) (2016)



                  Formada em 2012 em Curitiba/PR, a banda CORRAM PARA AS COLINAS conta em sua formação com músicos importantes da cena underground daquela cidade. Praticando um stoner com uma pegada bem metal (principalmente no que diz respeito as guitarras), o trio lançou seu EP de estréia em 2016 e mostrou, logo de cara, que a classe e o bom gosto nas composições fazem a diferença dentro do estilo proposto pelo grupo.

                     Márcio D'ávila (vocal e guitarra), Gustavo Slomp (vocal e baixo) e André Wlodarczyk (bateria) lançaram em 2014 duas faixas (que surgem como bônus neste EP), deixando claro aquilo que pretendem: fazer um som pesado, sujo e sem concessões. Com uma veia próxima do heavy metal, o trio aposta em um stoner cheio de personalidade, que ganha ainda mais identidade ao ser cantado em português. A produção ficou boa, uma vez que priorizou o peso e "sujo" do grupo, mas que não transformou isso em uma massa sonora e disforme, o que acontece em algumas produções que confundem "sujeira" co  barulho.

                     Sem se preocupar com rótulos, o EP abre com a faixa "Dilúvio", com guitarras pesadas e bem timbradas. Sem muita invencionice, o trio investe forte no peso, com uma levada mais arrastada e uma certa dose de psicodelia na parte do refrão, o que cria um clima bem interessante. Na sequência, Temos "Pedras", com destaque para  a cozinha composta por Gustavo e André, que sentam  a mão, numa base sólida e pesada. Com momentos variados em sua execução, a faixa é um dos bons momentos do trabalho. A distorção comanda "Desalmado", outro belo exemplo de como o gruo consegue impôr sua personalidade dentro de suas composições. Com um andamento mais cadenciado mas que ganha alternância com outros bem acelerados, o trio mostra desenvoltura em sua execução. "Vida Torta" possui boas idéias, mas durante sua execução parece se perder, fugindo um pouco da linha que a composição seguia em seu início. Acaba sendo o ponto mais "fraco" do trabalho. Já " A Marcha" é um "rockão", estilo anos 70, com uma veia hard, cheia de distorção.  Temos ainda as duas faixas bônus, que forma lançadas pelo trio em 2014. "Rival" e "Porco Vesgo", que ficaram um pouco aquém das demais, principalmente pel aprodução, que destoa das presentes no EP.

                     O grupo CORRAM PARA AS COLINAS se mostra uma boa opção para quem curte um rock/metal/stoner pesado e direto, sem influências "modernas". Com personalidade, o trio dá mostras que tem um belo futuro pela frente. Ficamos no aguardo dos próximos trabalhos para que essa expectativa se confirme!





                     Sergiomar Menezes

Nenhum comentário:

Postar um comentário