Seguidores

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

ARKONA - VOZROZHDENIE (2017)



             Regravações sempre são arriscadas. Não são raros os casos onde uma banda regrava um trabalho clássico (ou um conjunto de músicas clássicas e históricas) e que, acaba por dividir e muito, a opinião dos fãs. Muitos casos acabaram dessa forma: o Exodus que em 2008 relançou seu fantástico álbum de estréia, "Bonded By Blood" (originalmente lançado em 1985), renomeado "Let There Be Blood", que apesar do bom resultado não agradou a uma boa parcela dos fãs. Destruction, Whitesnake (no caso em questão, regravando músicas do Deep Purple) também acbaram tendo esse mesmo problema. Talvez, uma das exceções seja o Anthrax, que conseguiu em "The Greater of Two Evils", lançado em 2004, e que trazia grandes clássicos gravados por Joey Belladona, na voz marcante de John Bush. Dessa forma, os russos do ARKONA, decidiram colocar no mercado  a regravação do seu primeiro trabalho. VOZROZHDENIE, primeiramente lançado em 2004, chega, 13 anos depois, com uma melhor produção e com uma sonoridade mais atual e moderna. Com pequenas mudanças em alguns arranjos, o cd chega por aqui num belo digipack, em mais uma grande iniciativa da Shinigami Records.

                O grupo atualmente é composto por Masha "Scream" Arkhipova (vocal, teclados), Sergei "Lazar" Atrashkevich (guitarras), Ruslan "Kniaz" (baixo), Vladimir "Wolf" Reshetnikov (flauta e gaitas) e Andrey Ischenko (bateria). Essa regravação trouxe pequenas modificações nas versões apresentadas aqui, mas nada que altere demasiadamente cada composição. Com uma melhor produção, os arranjos ganharam mais riqueza, fazendo com que  a audição se torne mais atenciosa. E muito disso se deve a produção, que ficou sob a responsabilidade do guitarrista Sergei e da vocalista/tecladista Masha. Já a mixagem e masterização foram feitas apenas pelo guitarrista. Esse conjunto de fatores tornou o álbum mais atrativo, tendo em vista que já se passaram 13 anos desde o lançamento original. E a arte gráfica, conforme citado anteriormente, também ficou muito boa, num formato digipack, com um livreto muito bonito.

                 Juntando elementos do folk, black, pagan e do symphonic metal, o grupo apresentou (ou apresenta) 12 faixas que já mostravam seu potencial e que fariam da banda uma das referências no estilo em questão. Faixas como Pod-Mechami (uma das melhores composições da carreira da banda), Rus (presente na primeira demo do grupo, auto-intitulada, lançada em 2003), Kolyada (cheia de variações que mostra a versatilidade dos músicos e que possui arranjos muito bem estruturados) e Sointsevorot (com um belo trabalho de baixo e bateria, e também com linhas bem variadas) são os destaques.

                   O ARKONA proporciona, com essa regravação, que aqueles que ainda não conhecem ou não conheciam esse álbum, tenham acesso ao trabalho com uma melhor produção e pequenas modificações nos arranjos. VOZROZHDENIE já mostrava que a banda não pensava pequeno. E após todos esses anos, continua mostrando e o que é mais interessante, provando isso!







                  Sergiomar Menezes

Nenhum comentário:

Postar um comentário